Latinhas do Bob
  

Baden Baden Especial de Natal

(Brasil, 600ml)

Resolvi fazer um pequeno intervalo nas análises de latinhas para festejar uma conquista pessoal: FINALMENTE CONSEGUI ARRANCAR ESSA @#$%@$#** DE RÓTULO DA BADEN BADEN!!!

Pode parecer besteira, mas dizer que é uma seria injustiça. Está mais para patético. Mas a questão é que há meses eu tentava retirar um rótulo inteiro da Baden Baden, da Eisenbahn e da Schmitt e não conseguia. Tentei de tudo: tirar a seco, o que levava o rótulo a se rasgar; deixar na água, o que fazia ele virar papel higiênico e se desfazer em mil pedacinhos na tentativa de retirada; ferver a garrafa em banho-maria no fogão, proporcionando o mesmo efeito papel higiênico; e até dar uma marretada na garrafa, na esperança de que os cacos se descolassem mais facilmente. Tudo em vão, a não ser pela suspeita necessidade de comprar cervejas novas - para fins estritamente científicos, claro, de tentativa e erro até a retirada do rótulo ser perfeita.

Mas nada parecia adiantar. Um dia, enquanto esperava o prato na Baden Baden de Campos do Jordão, eu e a Gi tentamos tirar o rótulo da Bock que havíamos pedido. O garçom olhou com pena e disse: "Nem adianta que esse rótulo não sai. A versão anterior soltava até na geladeira. Aí um japonês ofereceu um modelo novo, com cola especial, que não solta", explicou. Desnecessário dizer que desde então o inventor e sua família foram contemplados com toda sorte de sugestões sobre ir a destinos nada turísticos ou a realizar proezas dolorosas com certas partes do corpo...

Pô, por causa dessa invenção quem coleciona rótulos, que é o meu caso,depende da fábrica para conseguir um. Soube que a Baden Baden ainda libera uns se for pedido na fábrica, mas já vi que outras cobram. E todas as importadas que eu comprei até hoje tem rótulos bons que se soltam apenas com um pouco de água quente. Caceta, se eu compro a cerveja, também estou comprando a garrafa, a tampinha e o rótulo. Mas meus problemas acabaram anteontem.

Depois de tirar o rótulo de uma Pilsen uruguaia, decidi tentar o mesmo com a Baden Baden de Natal. Deixei a bicha na água por umas 20 horas, e antes despejei detergente. Puxei a garrafa sem muita esperança, mas tive uma surpresa: o rótulo se desprendeu que nem manteiga, deixando apenas uma fatia do papel colado na garrafa. Sem rasgar. Fiquei tão feliz que resolvi colocar os rótulos aqui no blog.

Cotação: de um a cinco, quatro para a idéia de colocar o inventor desse rótulo em um labirinto. E deixar o único mapa de saída inscrito nas costas do rótulo de uma garrafa de Baden Baden, sendo que ele só poderia ser visto e corretamente interpretado se descolado em perfeitas condições. É pouco? Ok, poderíamos acrescentar que ele só teria um copo d'água para amolecer a cola e seria perseguido por um minotauro ensandecido e viciado em cerveja...quanta maldade.   

 



Escrito por Bob às 01h29
[] [envie esta mensagem]


 
  

Palmeiras (Brasil, 350ml)

 Depois de muita reclamação de uma facção da firma, apresento a latinha de clube grande paulista que faltava na minha coleção, a cerveja do Palmeiras, trazida pelo palestrino e camarada Glauco do Guarujá. Logo de cara, notei que essa latinha guardava dois fatos curiosos: o primeiro é que ela venceu em junho de 1996, coincidentemente o último ano em que o time foi campeão paulista. Por conta disso, vem a segunda bizarrice: se aquela cerveja vencida da Venezuela já era esquisita vencida há oito anos, imagine essa uma aqui, que estava prestes a fazer uma década.

Munido de coragem - e de uma garrafa de Listerine -, decidi fazer novo teste de degustação de mortos-vivos, dessa vez, atendendo a pedidos, registrando o experimento com fotos. Depois de gelar a latinha por uns dias, decidi abri-la. Até então, os sintomas da mumificação da cerveja eram os mesmos da Solera (leia um pouco mais abaixo): cheiro adocicado, aparência e cor de guaraná choco e sem espuma. Começava então a parte crítica do teste...

Dei um gole na bagaça, sem engolir. Ao contrário da cerveja venezuelana, essa não parecia ter ganho teor alcoólico semelhante ao do absinto. Não tinha gás nem gosto de nada. Pode-se dizer que estava realmente mortinha da silva. Novamente o serviço sujo ficou a cargo do ralo da pia. Deixei o fundo da lata, porém, para fazer uma análise mais detalhada, e encontrei essas crecas bizarras que aparecem na foto. Isso não tive coragem de provar, até porque o plano de saúde não deve cobrir danos causados por acessos de imbecilidade. Depois da experiência, segui com o procedimento de higienização (leia-se socar Listerine goela abaixo e quase inalar um pouco para tirar o gosto da boca a ter certeza de que tudo estava limpinho).

Cotação: de um a cinco, um pelos efeitos iniciais. Pelo bem da ciência, porém, resolvi testar a bebida em outras cobaias. ÔPA!!! Parece que começamos a ter resultado. Vejam as amostras abaixo:

 

 Após 12h              Após 24h

Após 12h            Após 24h

 

Após 12h              Após 24h

    



Escrito por Bob às 23h57
[] [envie esta mensagem]


 
  

Coca-cola (Brasil, 250ml)

Essa é uma novidade: nem latinha, nem garrafa de vidro, mas uma garrafinha de lata. Além da Coca-cola, só vi outra nesse estilo: a Heineken Paco, que ainda persigo aqui em São Paulo. Ganhei a coquinha de presente do chapa Marc, aqui da firma. É estilosa e feita em edição limitada; por dentro, a boa e velha Coca de sempre. A melhor parte da história, porém, não trata da galatinha (mistura de lata com garrafinha).

Muito agradecido pelo presente - que veio até em um saquinho de veludo -, resolvi retribuir. A primeira idéia, claro, foi dar uma outra bebida. Mas qual? Para manter a lógica, decidi por uma cerveja: como era Natal, a escolha foi a Baden Baden especial. Cheguei a pensar num saquê ou algo do gênero, mas fiquei na cerva mesmo. "Afinal, se eu escrevo num blog de latas de cerveja e afins, não dá para fugir da marca registrada", concluí. Sendo ainda mais gente boa, coloquei a garrafa no mesmo saquinho da Coca-cola.

O Marc, que é um tremendo piadista e imitador, abriu e saiu-se com a seguinte: "Puta, cara, que legal, valeu mesmo, brigadão. Mas eu não tomo cerveja".

- Quê? Não f... -, retruquei, incrédulo.

É, não era piada. De qualquer forma, diante das ameaças dos demais colegas de trabalho de confiscar a cerveja, colocar na geladeira e degustá-la em praça pública, o Marc acabou levando-a para casa. Encontrei uma pessoa que realmente não gostava de cerveja. Para mim, pelo menos, é algo inédito. Cada um com suas loucuras...



Escrito por Bob às 12h44
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Coleções e miniaturas, Política


HISTÓRICO
 08/07/2007 a 14/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 13/08/2006 a 19/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 16/07/2006 a 22/07/2006
 09/07/2006 a 15/07/2006
 02/07/2006 a 08/07/2006
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 11/06/2006 a 17/06/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 21/05/2006 a 27/05/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 30/04/2006 a 06/05/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005



OUTROS SITES
 Associação dos Cervejeiros Artesanais Cariocas - AcervaCarioca
 Associação de Incentivo à Cultura de Cervejas Artesanais e Especiais - AICCA
 Botto Bier
 Cerveja Fraga
 Bytes and Beer
 Cerveja Só
 Dana Bier
 Edu Passarelli Recomenda
 Hummmm, Cerveja!!!!!
 Obiercevando
 Olavo Pascucci (atenção: linguagem assaz obscena)