Latinhas do Bob
  

Bohemia (BRA, 350ml)

Estava eu revirando minhas latinhas esta semana - pela contagem a olho, são 498 -, quando comecei a fazer grupos com elas para ter o que escrever no blog. Aí, achei essas latas da Bohemia, por sinal uma cerveja (brasileira) muito boa. Ao olhar para a lata número 1, comecei a analisar as características gráfico-propagandísticas de sua superfície. Meditei alguns instantes, até elaborar uma análise aprofundada e construtiva: "MAS QUE %¨&&*%# DE DESENHO PODRE É ESSE?" De fato, a latinha carece de algum cuidado estilístico (leia-se "o artefinalista fumou uns ou deram o serviço para uma criança de 6 anos, vendada e com uma mão amarrada, fazer). Francamente, se há uma "musa" no logo, o objetivo dela é "provocar os instintos mais primitivos", parafraseando um nobre ex-deputado. Mas esse garrancho só consegue dar vontade de rir. Parece aqueles livros de colorir os pontos. E ela ainda tem cor de água de salsicha, ou tender-de-pininho-de-fora, com cabelos brancos. O alinhamento também foi alvo de cuidados: a donzela mal-diagramada está apenas uns 3 cm fora do centro. Enfim, parece uma latinha (artesanal) de cerveja artesanal vendida por escoteiros, se eles se dedicassem a atividades mais lucrativas que a comercialização de biscoitos. 

A amostra número 2, por sua vez, reflete uma série de melhorias ao longo do tempo: a musa-tiazinha tornou-se mais atraente - leia-se é possível distinguir cotovelos de seios de nariz, e a cor da pele puxa a um estilo "humano normal". O logo está centralizado e as folhinhas têm até ranhuras. Enfim, uma embalagem respeitável para uma cerveja respeitável. Não sei o que levou á confecção da primeira latinha, mas imagino que ela não deve ter durado muito no mercado.

Cotação: três e meio para a cerveja, e duas aulas de educação artística por semana para o autor da primeira latinha. Alguém precisa ensinar o cara existem que lápis e papel de seda, e este último item serve para copiar figuras, e não apenas para atividades fumígeras-herbais.

Som do post: Smiths, "Bigmouth strikes again".

Link: http://app.radio.musica.uol.com.br/radiouol/linklista.php?nomeplaylist=000506-0<@>Singles&opcao=umcd



Escrito por Bob às 04h28
[] [envie esta mensagem]


 
  

Stella Artois (BEL, 330ml)

Bom, nobres, a vida continua. Aproveitando o gancho do jogo que começa em algumas horas entre alemães e costa-riquenhos, decidi colocar no blog uma das minha mais recentes aquisições, a garrafinha de Stella Artois, prometida há tempos pela Ambev. Graças à ajuda do colega colecionador Aldo, consegui achar algumas em um mercado perto do trabalho.

Apesar de a Bélgica ter ficado de fora do mundial da bola, negar que a cerveja de lá está entre as melhores do mundo seria o suficiente para levar cartão vermelho e ir para o chuveiro com cinco minutos de partida. Nesse caso, a Stella ainda é melhor, porque é versão importada (ao menos diz o rótulo que acompanha), não a nacional. Li outro dia um "cervejólogo" dizendo que a cerveja boa se conhece quando quente. Apesar de ser um sacrilégio deixar a breja esquentar (claro que há casos em que ela tem de ser servida assim mesmo), vale a pena provar, deixando só um fundinho. As que são muito boas ficam com o gosto acentuado. As que são muito ruins... bem, também têm suas "características" acentuadas (eca). Enfim, apesar de não se parecer com o super-herói japonês como na versão européia (leia post bem abaixo), a garrafinha de alumínio é show pelo design e pelo conteúdo.

Cotação: de um a cinco, quatro e meio para a cerveja e cinco para a camisa do Benfica em que eu consegui o autógrafo do goleiro belga Proud'Homme, quando eles e outras equipes vieram disputar um bizarro torneio internacional no campo do Ibirapuera, há alguns anos. O cara era bom mesmo. Além dele, consegui autógrafo do mito Eusébio, que levou Portugal ao terceiro lugar na Copa de 66 (vamos ver se o Felipão iguala esse feito) e do Mozer, o azarado (cortado duas vezes na véspera de Copas). Nunca mais lavei a camisa, claro, apesar de ter usado até feder depois. Mas, com uns meses guardada, ficou novinha (urgh, nem as bactérias devem ter agüentado e se mudaram para roupas mais impolutas, como diz o Marcão).

Som do post:  Linkin Park, "In the end". Voltamos às pauladas (haja tímpano). Meio farofa, mas é legal ouvir o cara se esgoelando (as cordas vocais não são minhas, mesmo). Novamente, sem relação com a cerveja. Logo...

Link: http://app.radio.musica.uol.com.br/radiouol/linklista.php?nomeplaylist=006086-0<@>Hybrid_Theory&opcao=umcd

 



Escrito por Bob às 04h05
[] [envie esta mensagem]


 
  

Soda limonada Antarctica (BRA, 350ml)

Essa latinha de Soda limonada aí em cima é uma homenagem ao meu avô, que faleceu no domingo. Pelo que me lembro, era o único refrigerante que ele tomava. Trata-se de uma singelo agradecimento, já que foi por causa dele - além dos outros integrantes da minha família - que eu pude montar a coleção que tenho e exibo no blog. E, claro, ser a pessoa que sou hoje. Muito obrigado, vô.

Som do post: Trovadores Urbanos, "Canções Paulistas"

Link: http://app.radio.musica.uol.com.br/radiouol/linklista.php?nomeplaylist=005270-0<@>Canções_Paulistas&opcao=umcd



Escrito por Bob às 12h56
[] [envie esta mensagem]


 
  

Lecker Max (BRA, 350ml),

Lecker chopp (BRA, 2 litros)

e Prosit (BRA, 600ml)

Já faz tempo que eu queria "resenhar" essa cerveja Lecker, mas acabei esquecendo. Ela voltou à baila agora na minha viagem a SC. Estava em Indaial e, como já disse em outro post, achei essa Prosit, da mesma fábrica. Mas vamos começar pelo começo, ou pela Lecker Max, que ganhei há alguns meses.

O autor da doação, o Guedes, é contumaz freqüentador de Capivari, cidade que abriga a cervejaria. Enfim, a cerveja não surpreende: é ruim, com cheiro estranho e gosto abaixo da média. E ainda tomei a versão Max (o que deve, no entanto, potencializar as partes ruins da cerveja também). Imagine se fosse a normal ou a Min. Maxcervejaruim, poderia ser o trocadilho para essa uma aí. Acho que o único fã dela é o Armando, que também é fundador do Clube dos Apreciadores de Grape Cool (brincadeira, hein?).

A fábrica também inova: lançaram um filtro de água para atarrachar a garrafa de chope (da Lecker, é claro). Tenho de admitir que o primeiro copo até sai com colarinho, mas...cerveja em garrafa pet? E transparente? Não dá. Para não deixar dúvida, tomei a parte de cima e o fundo da garrafa para tirar a média: e continuou sendo ruim, fraco. Filtro parecido, aliás, foi lançado pela italiana Birra Moretti.

Agora o mais impactante foi a Prosit. Posso dizer que presenciei o início da invasão dessa cerveja em algumas cidades de Santa Catarina. Fui a um depósito de bebidas de Indaial e dei de cara com a garrafa. O dono disse que havia acabado de chegar um lote (era quinta-feira), que começaria a ser vendido na sexta. "Essa o pessoal vai deixar gelar na sexta e saborear no fim de semana", disse, talvez sem ter provado ainda a cerveja ao usar o "saborear". Segundo o indivíduo, alguns consumidores haviam provado a Lecker e a Prosit, e optado pela segunda. Francamente, é uma escolha difícil, do nível de: "Você prefere ser mordido por um pitbull ou por um lobo?" Comprei uma, para a coleção e também com o inútil sentimento de que seria uma pessoa a menos a experimentar e passar a comprar pelo preço e não pela qualidade.

Cotação: de um a cinco, dois, com boa vontade. E quatro para a onomatopéia gerada ao se pronunciar o nome da cerveja com certa ênfase, além da sugestão de acrescentar um "h" na Prosit se ela for vendida a países de língua inglesa.

Som do post: "Ritual de lo habitual", Jane's Addiction (o álbum todo).

Link: http://app.radio.musica.uol.com.br/radiouol/linklista.php?nomeplaylist=001696-2%3C@%3ERitual_de_Lo_Habitual&opcao=umcd#



Escrito por Bob às 19h02
[] [envie esta mensagem]


 
  

Bavaria Premium (BRA),

Conti (BRA, 350ml) 

e Cintra (BRA), 350ml

 

Bem amigos do Latinhas do Bob, com a proximidade da Copa, decidi começar a fazer "seleções" de latinhas alusivas à festa do futebol mundial. Passei em um mercado na quarta-feira e achei estes três exemplares. Infelizmente, tenho de adiantar que, se depender deles, não vamos passar das quartas-de final, quando muito.

A Bavária Premium foi a "craque" do time. A cerveja é boa, bem melhor que a aguada versão original, daquelas que você toma do almoço à janta em um churrasco - e nada. Mas também é a mais ufanista, já socando seis estrelas na lata e um trocadilho infame ("torcida hexagerada", que pode levar a outros em caso de infortúnios, como "quadrado trágico" ou "gagá levou nabo", em referência à cisma com as tais treze letras de um certo integrante da comissão técnica). Mas, por outro lado, traz a interessante inovação técnica de se jogar com dois goleiros, o que é bem útil para uma defesa que tem o Lúcio perdendo uma bola atrás da outra para a Nova Zelândia. E resolveria a encheção de saco na disputa Dida/Rogério Ceni. Pela qualidade da cerveja, passaria da primeira fase, suaria nas oitavas e cairia nas quartas, provavelmente diante de Argentina ou Alemanha.

A Conti muda o logo mas continua esquisita pacas. É menos ufanista, mas também joga o hexa na latinha. Na hora do vamos ver, a cerveja causa algumas "surpresas" (do mesmo naipe de "o Togo marcou um gol"), mas no final afunda. Seria a terceira melhor em um grupo de quatro (pena que isso e nada querem dizer a mesma coisa), provavelmente perdendo para México, Portugal, Espanha e afins.

A pior de todas é a Cintra. Fraca e aguada, ainda tem a pachorra de meter na latinha que é "A cara do futebol 5 estrelas". Não chega a se parecer nem com a seleção bagunçada de 66, que caiu logo de cara, nem com aquele juntado de atletas que chamaram de time em 1990, com o inefável Lazaroni (alguém lembra?). Nas Olimpíadas, estaria mais para aquele cara que se classificou para a natação sem saber nadar, e atravessou a piscina de "cachorrinho", em um tempo quase dez vezes maior que os outros. Se estiver em seu melhor dia, empata com a Costa Rica.

Cotação: de um a cinco, três chutes a gol para a Bavária Premium, duas bolas e meia chutadas no gol (e que vão para a torcida) para a Conti e um telefonema urgente no meio do jogo para a Cintra deixar o campo sem passar muita vergonha.

Em tempo: estava pensando na comparação há algum tempo, e quase esqueci de colocá-la aqui: o Brasil está parecendo o Rocky Balboa em "Rocky 3". Depois de se tornar campeão mundial mandando para a lona Apollo, o Doutrinador, o italiano começa a fazer um monte de firulas nos treinos e acaba levando um couro na primeira luta com o Mr. T, aquele simpático elemento do Esquadrão Classe A. E só vende na segunda luta: pena que na Copa não há segunda chance após a primeira fase.

NOVIDADE!!! NOVIDADE!!! NOVIDADE!!!

Aproveitando a hospedagem desse humilde blog no UOL, e considerando que o nobre provedor dispõe de uma rádio, e que esse escriba vez ou outra a ouve, a partir de hoje colocarei, junto com a cotação, o "som do post". Prometo que vou evitar referências irônicas ou bizarras às cervejas ruins (o que não quer dizer que não passe uma ou outra). Mas acho que será mais pelo estado de espírito que pela cerveja.

Som do post: "Be Yourself", Audioslave. Abaixo, o link (é preciso selecionar a música na página para começar a execução, ainda não aprendi a fazer o caminho direto. Não se preocupem que não é vírus, não, como "as fotos da festa ficaram ótimas" e tal...)

http://app.radio.musica.uol.com.br/radiouol/linklista.php?nomeplaylist=008791-9<@>Out_Of_Exile&opcao=umcd



Escrito por Bob às 15h36
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Coleções e miniaturas, Política


HISTÓRICO
 08/07/2007 a 14/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 13/08/2006 a 19/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 16/07/2006 a 22/07/2006
 09/07/2006 a 15/07/2006
 02/07/2006 a 08/07/2006
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 11/06/2006 a 17/06/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 21/05/2006 a 27/05/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 30/04/2006 a 06/05/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005



OUTROS SITES
 Associação dos Cervejeiros Artesanais Cariocas - AcervaCarioca
 Associação de Incentivo à Cultura de Cervejas Artesanais e Especiais - AICCA
 Botto Bier
 Cerveja Fraga
 Bytes and Beer
 Cerveja Só
 Dana Bier
 Edu Passarelli Recomenda
 Hummmm, Cerveja!!!!!
 Obiercevando
 Olavo Pascucci (atenção: linguagem assaz obscena)