Latinhas do Bob
  

Guinness (IRL, chopp), Erdinger (ALE, chopp),

Heineken (HOL, chopp) e Kaiser (BRA, chopp)

É bom ir a lugares onde os donos gostam de cerveja, porque a chance de você ter de tomar refrigerante ou suco é bem menor. É o caso do Drake's Bar, em Pinheiros. Estive lá para provar a Nacional, e não cheguei a comer, mas pareceu um lugar bem interessante, a julgar pelo balcão, onde se vêem as torneiras da Old Speckled Hen, Heineken, Erdinger, Newcastle e afins. Na geladeira, Duvel, a Salvator da Paulaner (essa muito boa), Kwak e afins. Além da adega, o dono ainda tem a moral de preparar um sorvete de Guinness (está na minha lista de compromissos imediatos) e, de quebra, serve pão de cevada. Enfim, um lugar de nível.

Só uma coisa deu aquela "queimada" básica de filme: quando fui pegar umas bolachas para a coleção, todas muito bem fornidas, como pode ser ver, dei de cara com uma da Kaiser. Que meda! Imaginei que deve ser usada como calço das mesas, ou em campeonatos de torre de bolachas, porque, diante daquele arsenal de cervejas, pedir uma Kaiser é pedir para ser afogado no laguinho do jardim. Mas, como coleção é coleção, resolvi surrupiar uma. Vai que um dia vira raridade...

Cotação: de um a cinco, três biscoitos finos para as primeiras cervas e uma série de bolachas para o inventor da Kaiser.

 



Escrito por Bob às 01h53
[] [envie esta mensagem]


 
  

Eisenbahn Strong Golden Ale

(BRA, 330ml)

Uma das coisas que faço quando estou de mau humor é olhar as gôndolas do supermercado atrás de cervejas novas. Não que não faça isso quando estou de bom humor ou com qualquer outro humor, mas achar uma breja nova é sempre muito bom, mesmo que a própria não seja lá essas coisas.

Não é o caso da Eisenbahn Strong Golden Ale. Já tinha ouvido falar dela há algum tempo, porque a usam como base para fazer a Lust (sobre a qual escreverei mais adiante), mas ainda não tinha provado, porque, quando fui na fábrica em Blumenau, ainda não havia disponível. Comprei logo duas, ansioso pela degustação.

Apesar do preço (mais cara que uma garrafa de 1 litro da Norteña, por exemplo), realmente vale a pena. Logo que coloquei no copo, senti um cheiro muito forte de maçã. O sabor também é forte e intenso, "fica" na boca tempos depois de se beber, como se ela fosse mais espessa do que é de fato. Muito boa. Não tirei o rótulo não por preguiça, mas por achar que ele pode rasgar. Acho melhor comprar mais meia dúzia de garrafas, só por precaução (nenhum pensamento etílico embutido, rsrsrs).

Cotação: de um a cinco, quatro maçãs que inspiraram a lei da gravidade.



Escrito por Bob às 01h44
[] [envie esta mensagem]


 
  

Dado Bier Royal Black, Original,

Weiss e Red Ale (BRA, 330ml)

A inda não é Natal, mas há algumas semanas Papai Noel jogou na minha mesa uma caixa trazida pelos Correios (maldita terceirização, nada de laços nem papel de embrulho). Dentro, bem embaladas, estavam as quatro cervejas que a Dado Bier já engarrafa há algum tempo e, agora, está vendendo em todo País. Diante de tamanha graça, convoquei uma junta de valorosos degustadores (mais conhecidos como os malucos que ficam fazendo serão no jornal) para uma degustação. Num ato pouco natalino, porém, guardei a Red Ale para consumo próprio.

Pois não é que Papai Noel deve ter um cadastro online para atualização imediata de todas as más ações? A primeira cerveja a ser degustada, a Royal Black, até é gostosa, com espuma espessa e aquele gosto de malte torrado. A Original, uma pilsen, já foi bem "normal". E a Weiss, de trigo, me pareceu bem fraquinha (apesar de os valorosos degustadores terem apreciado, o que provocou impasse). Enfim, no cômputo geral, a Black compensava bem as outras duas.

A pedra de carvão, porém, veio mais tarde. Coloquei a Red na geladeira, já esfregando as mãos à espera de uma cerveja forte, como a da Baden Baden. Pfff... na hora de provar, nada mais diferente: é fraquinha, diluída demais, mesmo em comparação às outras. Por conta da frustração, tive de fazer as vezes de Bom Velhinho e presentear-me com uma Red Ale da Baden Baden.

Mas ficou a lição à la Chaves: "Quem ganha e não reparte nada, fica com a cerveja aguada" (rsrsrsrsrs).

Cotação: de um a cinco, ande três casas e meia com a Royal, duas com a Original e Sorte ou Revés com a Weiss. E vá para a prisão com a Red Ale.  

Som do post: "Se você é jovem ainda..."´. Clássico do Chaves

Link: http://www.youtube.com/watch?v=d6ecoPtTMNg



Escrito por Bob às 01h17
[] [envie esta mensagem]


 
  

Skol Lemon (BRA, 350ml)

A pesar das maldades e injustiças de muitos apreciadores de cerveja contra o conteúdo dessa latinha aí em cima, fiquei muito feliz quando a vi no mercado (afinal, é uma lata diferente). E mais feliz ainda quando a tomei. Afinal, não é sempre que uma marca que produz cerveja se arrisca a entrar no mercado de refrigerantes adultos.

Foi exatamente isso que eu senti quando tomei a Skol Lemon. Fui além do pensamento imediato "que b... de cerveja". Deduzi: "Mas é um ótimo refrigerante, parece Soda limonada, mas com um mínimo de álcool". Chega a ser mais fraco que o inefável Keep Cooler, ou mesmo a Cuba Libre que embalava festinhas adolescentes em priscas eras. Os fatos comprovam minha tese: a referida bebida, anunciada erroneamente como cerveja, tem apenas 2,5% de gradação alcoólica, quase metade de uma pilsen normal. E o gosto de limão é tão artificial quanto o de uma Coca Cola Lemon ou uma Pepsi Twist, por exemplo.

Apesar de prever que a cascata de "refrigerante adulto" faria sucesso, acho que a pobre Skol Lemon cairia naquele paradoxo tradicionalmente associado a uma certa carreira, da qual não declinarei o nome pois seus integrantes já devem estar arquitetando a morte de quem contou a piada. Ela é "boiola" demais para ser uma cerveja e "alcoólica" demais para ser um refrigerante (apesar de estar quase pau a pau com o Biotônico Fontoura em termos de gradação alcoólica rsrsrsrsrs). Outro problema: a concorrência. Refrigerantes disputam uma guerra massacrante de preços, uns bons centavos abaixo do mercado das cervejas. E garrafas "bolinha" de plástico com vinhos duvidosos podem ser compradas em qualquer mercadinho, dando efeito muito mais rápido e em menor quantidade que a Lemon.

Por essas e outras, creio que o valoroso lançamento da Skol não deve ter vida muito longa. Ai, ai, sempre jogamos pela janela uma geração de idéias brilhantes...

Cotação: de um a cinco, Três Tombos, aquelas suaves ladeiras que ficam ali no caminho para São Bernardo. É ali que eu deixaria alguns limões rolarem (bem ao estilo da propaganda da Lemon), obrigando o cara que criou essa bebida a correr atrás deles para pegá-los, perseguido por uma manada de Belchiores furiosos (essa é dos tempos do Pequeno Wilbur). Mas só repetiria isso umas 200 vezes.  



Escrito por Bob às 03h04
[] [envie esta mensagem]


 
  

Bruge (BRA, 600ml)

Não, não é um rótulo do século passado, desencavado do fundo de um baú. Ele tem apenas um mês, e ficou assim graças à minha (falta de) habilidade manual na hora de segurar a garrafa contra o bocal do fogão para derreter a cola e puxar o papel com um estilete.

Mas indo direto ao assunto, trata-se de uma cerveja de Águas de Lindóia, tipo stout, feita de maneira artesanal e fermentada na própria garrafa. Engraçado como às vezes parece que se toma tanta cerveja que se esquece do que tomou. Já havia provado a Bruge no começo do ano, quando a vi a venda em uma loja de bebidas perto do Zoológico. Mas esqueci de coocá-la no blog por duas razões: a primeira é que a porcaria do rótulo desfez quando tentei tirá-lo na água. A segunda é que não achei a Bruge nada notável.

Há alguns dias, o Waltinho, colega de trabalho e igualmente apreciador de cervejas, foi a Lindóia e trouxe uma de presente. Resolvi fazer o teste de novo: realmente não deu certo. Primeiro, porque a gradação alcoólica é pequena (na casa dos 3,5%; uma pilsen tem de 4% a 4,5%). Em segundo lugar, porque a fermentação na garrafa não parece ter sido bem resolvida. Fica um cheiro estranho (do fermento, creio eu), que afeta um pouco a degustação. E é preciso deixar um "fundinho" da garrafa, onde ficam os sedimentos do processo. Parece uma "laminha", que não tem muito gosto. Já tinha sentido esse problema em uma das cervejas caseiras de Irati (ler nos posts mais antigos).

Enfim, acho bem legal que cada cidade tenha sua produção própria de cerveja, e é provável que a Bruge tenha apreciadores em quantidade razoável (pelo que sei, está fabricando há mais de um ano). Mas acho que ainda é necessário fazer alguns "ajustes" na produção, para competir com outras artesanais de maior porte.

Cotação: duas torcidas e meia para acertarem a mão. E duas mãos (que não sejam as minhas) para retirar o rótulo com um mínimo de coordenação motora da próxima vez.



Escrito por Bob às 02h45
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Coleções e miniaturas, Política


HISTÓRICO
 08/07/2007 a 14/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 13/08/2006 a 19/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 16/07/2006 a 22/07/2006
 09/07/2006 a 15/07/2006
 02/07/2006 a 08/07/2006
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 11/06/2006 a 17/06/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 21/05/2006 a 27/05/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 30/04/2006 a 06/05/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005



OUTROS SITES
 Associação dos Cervejeiros Artesanais Cariocas - AcervaCarioca
 Associação de Incentivo à Cultura de Cervejas Artesanais e Especiais - AICCA
 Botto Bier
 Cerveja Fraga
 Bytes and Beer
 Cerveja Só
 Dana Bier
 Edu Passarelli Recomenda
 Hummmm, Cerveja!!!!!
 Obiercevando
 Olavo Pascucci (atenção: linguagem assaz obscena)